• Workshop promove integração entre cidades brasileiras e especialistas de inovação do Reino Unido

    Durante a semana, os representantes do Ministério das Cidades, Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Florianópolis, que participam da Missão Cidades Sustentáveis no Reino Unido, conheceram os atuais sistemas e os órgãos gestores do transporte em Londres. Já nesta quinta-feira (2), o grupo teve a oportunidade de fazer uma imersão no futuro da mobilidade britânica. A equipe do Future Cities Catapult (FCC) recebeu a delegação brasileira no Centro de Inovação Urbana para um workshop de troca de experiências.

  • Transport Systems Catapult e MK Smart: dados para revolucionar a mobilidade

    A capacidade de reunir e mensurar dados vai transformar o ambiente urbano como o conhecemos hoje. Na visita a Transport Systems Catapult (TSC), os delegados da Missão Brasil | Reino Unido puderam conhecer de perto alguns projetos de mobilidade que reúnem tecnologia, ciência e impacto real em cidades do Reino Unido. Alessandro Saraceni, Gerente de Programação da TSC, recebeu o grupo, na manhã desta quarta-feira (01), na moderna sede da organização, em Milton Keynes, cidade localizada a 88 km de Londres.

  • Busway: eficiência e conforto para diminuir o número de carros nas ruas de Cambridge

    Em quatro anos de operação, o Busway atraiu uma média de 800 mil novos usuários por ano no Condado de Cambridge. Atualmente, o já renomado sistema BHLS (Bus with High Level of Service) transporta 3,6 milhões de pessoas por ano entre Cambridge, St Ives e Huntingdon. Os números são considerados um sucesso para a realidade local, que está cada vez menos dependente do veículo privado, uma vez que o sistema de transporte coletivo por ônibus rápidos e de alta qualidade vem se tornando mais atrativo em relação ao automóvel.

Blog

  • Cidades na nuvem de informações

    (Foto: City Clock Magazine) Ao usar um aplicativo pra chamar um táxi, descobrir o restaurante japonês mais próximo ou achar a melhor rota para algum lugar, você nem deve imaginar como seria a vida sem as facilidades que a tecnologia criou. E tudo isso só é possível graças a um fator valioso: os dados. Quando as cidades se derem conta de que podem utilizá-los para desenvolver soluções urbanas, poderão enfim criar impactos positivos e de larga escala na vida dos cidadãos.

Fique Ligado

Aqui & Agora

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil | EMBARQ Brasil. Increver-se